As customizações estão se tornando importante elo econômico na cadeia das motocicletas, movimentando o setor de peças de reposição, já que na maioria dos projetos costuma-se substituir boa parte dos componentes por outros, muitas vezes de fabricantes diferentes. Do mesmo jeito as customizações têm o poder de seduzir novos motociclistas que já entram no mundo das duas rodas como proprietário de uma moto totalmente exclusiva.

O Salão Duas Rodas está engajado em apoiar o motociclismo incondicionalmente, por isto criou a Arena Customização, onde os mais importantes customizadores do Brasil colocarão em exposição, em primera-mão, suas mais novas criações e que você vai poder curti-las e, de quebra, ainda ter algumas ideias para seu projeto, caso esteja pensando em customizar sua motocicleta.

Moto em exposição no espaço Arena de Customização do Salão Duas Rodas 2017.
Modelo em exposição no Salão Duas Rodas 2017.

A customização está na moda e, no geral, os criadores usam toda a genialidade e criatividade para tentar reviver modelos que fizeram sucesso no passado ou marcaram época. Caso das motocicletas estilo café racer, que seduz os artistas e donos de moto que querem modificar seus modelos modernos para aproximá-los da história que conta, que os jovens londrinos nos anos 1950, saíam de um café, percorriam um percurso pré-determinado e voltavam ao ponto de partida para ver quem era o mais rápido. Para isso eles foram modificando as motos e deixando-as parecidas com as de corrida da época, semi-guidões baixos, assento tipo cockpit (com rabeta), pedaleiras recuadas e até bolhas para proteção do vento.

Na época do pós-guerra do outro lado do Oceano Atlantico, nos Estados Unidos, devido à escassez de componentes e de competitividade de suas motos (Harley-Davidson e Indian) diante das recém-chegadas europeias, os norte-americanos faziam “miséria” para melhorar suas motocicletas (tirando tudo aquilo que pudesse ser considerado peso extra e adaptando muitas peças de outras marcas), e assim ganhar velocidade e fazer suas “magrelas” gritar mais forte que as concorrentes, tentando deixar as europeias comendo poeira nos rachas e corridas de terra.

Hoje vários destes conceitos viraram moda, ganhando inclusive modelos de fábrica que remetem à diferentes épocas e que também são recriados por customizadores de todas as partes do mundo.

A qualidade e quantidade de projetos pelo mundo é enorme e no Brasil não é diferente, já temos nomes conceituados mundialmente, como Ricardo Medrano (Johnnie Wash), Joe King e Shibuya, só para falar de alguns. Nomes que provavelmente você já ouviu falar e, se não, vale a pena se programar para visitar o Salão Duas Rodas (de 19 a 24 de novembro, no São Paulo Expo), para conhecer as criações dos mais importantes e criativos customizadores do Brasil. Não dá para perder!

Ismael Baubeta é editor da Revista Motociclismo no Brasil, já passou pela redação das mais importantes publicações de motocicleta do país trabalhando e aprendendo com os melhores jornalistas/especialistas da área. Motociclista há mais de trinta anos, fez da paixão pelas motocicletas sua profissão. Escreve toda semana para o blog do Salão Duas Rodas 2019.

Facebook Comments