OVERVIEW SALÃO DUAS RODAS

0
364

Começo esta coluna com sentimento de muito otimismo, afinal de contas o que se viu no Salão Duas Rodas não foram apenas lançamentos, conceitos, produtos ou expositores buscando negócios, mas o que fica gravado é o quanto todos os participantes do maior evento de duas rodas do hemisfério sul estão apostando no Brasil e no potencial de nosso mercado, e não falo das empesas e fábricas já instaladas por aqui, mas de inúmeras marcas que buscam um caminho para isto ou já iniciaram suas atividades com o propósito de ficar.

O Salão Duas Rodas é um evento que difunde a paixão contagiante da motocicleta. Isto ficou patente no rostinho das crianças que compareceram nas áreas kids da Honda e Yamaha onde puderam “acelerar” as bikes sem pedal e sentir-se motociclistas. Também na interação com os pilotos e games espalhados pelo Salão.

Por outro lado, para os que já estão no mundo da moto ou querem entrar o Salão Duas Rodas trouxe, além dos modelos atualmente comercializados já na versão 2020, importantes lançamentos. Vamos começar pelas motocicletas.

Vou falar de algumas novidades que demonstram que as empresas continuam investindo no Brasil e de que o país comprova que vale a pena. Por ordem alfabética a Haojue, trazidas pelo grupo João Toledo, apresentou o VR 150, além de uma nova trail e uma city, NK 150 e DR 160 respectivamente. Do mesmo grupo, a Kymco, apresentou o maxi scooter AK 550, todos programados para chegar até o meio do ano de 2020.

A Honda apresentou as novas CB 650R e CBR 650R, totalmente reformuladas e mais atrativas, o mesmo fez com as CB 500F e CB 500X. Já em seu estande também foi possível conhecer o ADV 150, scooter que segue as linhas do maxi scooter X-ADV 750, que está sendo vendido na Ásia e que poderia ser trazido para o Brasil (o Salão serve para pesquisar a resposta do público sobre os conceitos e possíveis novidades). Na mesma situação foi apresentado o scooter
Forza 300. E ao que parece fizeram muito sucesso pela atenção que o público deu aos modelos.

A Kawasaki também mostrou novidades que deverão chegar em 2020, a motocross KX 250 e a Z 900, ambas totalmente renovadas e com ainda mais tecnologia. Mas o estande também dispunha de toda linha 2020, inclusive suas recém lançadas Versys 1000 e Z 400.

A Indiana Royal Enfiled também trouxe novidades. Apresentou suas bicilíndricas de 650 cm³, Interceptor e Continental GT 650, motos que marcam a entrada de mais tecnologia em seus produtos. Mas as conhecidas Classic e Himalayan também marcaram presença, a última ganhou série especial de cem unidades, batizada de Sleet, com pintura especial e alforjes de série.

A Triumph também deixou para mostrar suas novidades no Salão Duas Rodas, a nova Rocket 3 e a Street Triple RS, além de sua extensa linha de motos clássicas. Mas a experiência no estande também foi através de palestras de segurança e pilotagem.

A Suzuki levou sua linha 2020 inteira e, mesmo sem lançamentos, seus modelos chamaram a atenção, caso da Hayabusa e da superesportiva GSX-R 1000, mas as novidades de Haojue e Kymco estavam na mesma área para valorizar o esforço do grupo no mercado brasileiro.

A Yamaha por sua vez trouxe um conceito autônomo muito interessante, o MotoroID, capaz atender ao chamado de voz e se dirigir até ela, incrível. A grande novidade da marca dos diapasões foi a X-Max 250, o scooter de 250 cm³ que promete entregar muito conforto e mais autonomia para quem gosta de viajar. Mas a Yamaha foi além mostrando sua parceria com a Marvel que rendeu modelos caracterizados nas cores e elementos dos heróis da marca, todos idealizados e realizados pela oficina de customização Bendita Macchina, de São Paulo.

A Protork também apresentou novas minimotos, equipamentos e uma linha de pneus, mas também foi aqui no Salão que a empresa assinou contrato para patrocinar o Rally dos Sertões, buscando, junto à organização da competição, torna-la o maior rali do mundo.

Até aqui este é um simples overview sobre os mais importantes lançamentos, mas tivemos muito mais experiências do que só motos para apreciar. Do lado de fora foi possível andar com motos de todo tipo, cilindrada e marca, não só no asfalto como em pista de off-road construída para isto, só assim para sentir realmente como cada motocicleta se comporta nessas condições.

Experiências de todos os tipos e não só para o público, conversando com executivos das marcas presentes por aqui, tivemos informações privilegiadas, como a pré-venda de mais de trinta Rocket 3, e outras tantas Royal Enfield 650. Só para citar alguns, pois Yamaha e Honda também estavam fazendo negócios dentro do Salão Duas Rodas.

Marcas de bicicletas e motos elétricas também estiveram em peso por aqui, buscando representantes e distribuidores, tratando de entrar ou solidificar suas operações no Brasil, o mesmo fizeram empresas fabricantes de moto peças e lojistas de acessórios e equipamentos, claro sinal de sucesso, não só do Salão Duas Rodas como de todos os participantes.

Foi tanta coisa que é fácil deixar escapar alguma. Ia me esquecendo, a área de customização também esteve fantástica com as motos do, Johnnie Wash, Tarso Marques e Shibuya Garage, sem falar do Carlãozinho Coachmam na Arena Life Style, com suas histórias sensacionais sobre o motociclismo.

Quero agradecer à Reed Exhibitions Alcantara Machado pela oportunidade que me foi dada para trazer ao viciado pelas motocicletas um pouco mais de informação deste mundo tão fascinante que é o da motocicleta. Obrigado!

Facebook Comments