Histórias Duas Rodas: como o Salão Duas Rodas ajudou o Lucas a batizar sua nova Street Twin, da Triumph
Foto: Lucas Muzetti, via instagram

O mês de agosto chegou com novidades para os amantes do universo duas rodas que acompanham diariamente o Salão Duas Rodas nas redes sociais. Pensando em um formato de conversar com nosso público e resgatar histórias extraordinárias que a galera já viveu em cima de uma moto, apresentamos o primeiro “Histórias Duas Rodas”.

Em outras palavras, a ação consiste em reunir as melhores histórias que circulam pelas estradas, criar um compilado de informações e apresentar para mais de 60 mil pessoas. E adivinha, tivemos o primeiro interessado em compartilhar sua vida com essa legião de fanáticos. Vamos conhecer?

Lucas, o início de um sonho/deu tudo certo

Através das redes sociais primeiramente, fomos contatados pelo Lucas Muzetti, que há três anos precisou comprar sua primeira moto. A intenção do Lucas à primeira vista era somente fugir do trânsito, e sabemos que um veículo de duas rodas facilita e muito essa locomoção.

E, apaixonados que somos, sabemos que quem entra, não sai, não é mesmo? Além de facilitar a vida do Lucas, sua primeira moto PCX da Honda se tornou sua nova paixão. Não só ela, como todo esse universo de pura adrenalina. O novo apaixonado apelidou sua preferida como “Magrelinha”, com a ajuda dos seus seguidores.

No entanto, o sonho cresceu, a rotina esquentou e a confiança pelas duas rodas fincou no sangue e no coração. Certamente, a ideia de poder pilotar uma nova máquina não demoraria a chegar. Não é mesmo, Lucas?

Deu tudo mais que certo. Depois de muita pesquisa, nosso camarada Muzetti alcançou o tão esperado sonho. Em julho deste ano, deu início na compra da sua Triumph Street Twin e coincidentemente, a recebeu no dia 27 de julho, dia do motociclista.

Da PCX para Street Twin: como o SDR participou desse sonho

Em vista da repercussão da ação Histórias Duas Rodas no instagram do Salão Duas Rodas, o Lucas se viu na oportunidade de enviar seu relato pedindo ajuda para escolher um nome carinhoso para sua nova aquisição. Contudo, publicamos nos stories do instagram do evento qual o melhor nome para se dar a uma moto com 65 cavalos de potência do motor, de responsabilidade responsiva única e um som eletrizante. Além disso tudo, não podemos esquecer de mencionar a robustez de uma Triumph, não é mesmo?

Dentre diversas sugestões, como Brazinha, Faixa preta, Panda, Twinbo e muuuuitas outras, as três que mais atenderam às expectativas do Lucas foram:

  • Muzettoca
  • Black Mamba
  • Black Cannon

E, enfim, a escolhida pelo público e pelo próprio Lucas foi a Muzettoca. O mais legal disso tudo, é que essa é literalmente a junção do seu sobrenome com a palavra “motoca”. Nada mais criativo, fala sério?!

E o Lucas? O Lucas AMOU. Acima de tudo, o nome, quanto, claro, o engajamento e a sua participação exclusiva na primeira edição do Histórias Duas Rodas.

E dessa forma, sua história também pode ser contada aqui! Envie sua experiência, seja qual for, da mais divertida até a mais emocionante, através da nossa página do instagram @salao2rodas. Estaremos recebendo todas as histórias, e a mais legal terá visibilidade inédita com a gente. Vamos lá?

Facebook Comments