Para ser verde, iFood vai investir em veículos elétricos e menos plástico

Conteúdo publicado originalmente em Exame Invest, por Maria Clara Dias

Empresa anunciou projeto para produção de motos elétricas e quer que ao menos 50% das entregas sejam livre de poluentes até 2025

Para ser verde, iFood vai investir em veículos elétricos e menos plástico
Foto reprodução

A foodtech iFood anuncia hoje, 25, suas metas de sustentabilidade para os próximos cinco anos. Entre os compromissos, a empresa quer reduzir o uso de plástico nas operações de delivery, investir em economia circular e também expandir a frota de veículos elétricos em circulação no país. A meta é ter ao menos 50% das entregas feitas por modais não poluentes e alcançar a neutralidade em carbono até 2025.

Na frente elétrica, o iFood iniciou um projeto incentivando a produção nacional em parceria com a montadora Voltz, de motos elétricas. O projeto piloto, que terá início em abril, contará com 30 motos elétricas que serão testadas pelos entregadores. A expectativa é ter 10 mil motos nos próximos 12 meses com a chegada da Voltz ao polo industrial de Manaus e ampliação na capacidade de produção.

Leia também:

Essa não é a primeira vez que a foodtech se une para o desenvolvimento de projetos de mobilidade elétrica. Em outubro a empresa se juntou a Tembici para lançar o iFood Pedal, sistema de aluguel de bicicletas elétricas para os entregadores na cidade de São Paulo. Atualmente são 500 bicicletas na capital paulista e 500 na cidade do Rio de Janeiro e a empresa quer expandir o projeto para outras três capitais até o final do ano.

Essa é uma seleção de conteúdo da Reed Exhibitions sobre o mercado. Para continuar lendo sobre o iFood investir em veículos elétricos, visite o site Exame Invest com a matéria completa.